YouTube Instagram Facebook

A Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) anunciaram a renovação do Projeto Brazilian Cattle, acordo de cooperação voltado para a abertura de mercado para a genética zebuína, produtos e serviços da pecuária brasileira no exterior.
O projeto é desenvolvido pelas duas entidades desde 2003, sendo que a cada biênio o convênio para a execução é renovado. “Mais uma vez, a Apex mostra confiança em nosso trabalho e temos a garantia da continuidade com força total das exportações do que produzimos com excelência no Brasil, em especial a genética zebuína”, celebra o presidente da ABCZ, Rivaldo Machado Borges Júnior.

 A renovação também foi comemorada pela diretora de relações internacionais da ABCZ, Ana Claudia Mendes Souza. “É com muita satisfação que anunciamos a renovação deste convênio com a APEX Brasil, seguramente foi a etapa mais difícil dos últimos anos. Hoje, a Apex possui metas muito superiores as que eram exigidas anteriormente e a nova edição do projeto com certeza será também a mais desafiadora”, afirma.

Ana Claudia complementa explicando as próximas estratégias do projeto para o biênio 2020-2022. “Teremos um plano de meritocracia, uma preocupação com o posicionamento de imagem não só do Brasil, mas dos integrantes do projeto, além de um grande número de ações em mercados ainda não trabalhados, o que mostra cada dia mais a necessidade de se desenvolver a maturidade exportadora dos participantes”, diz ela.
Atualmente o Brazilian Cattle conta com dezenas de associados, que são: empresas atuantes nos segmentos de animais vivos, material genético, sementes e insumos para pastagem, nutrição animal, maquinários, equipamentos, serviços, capacitação técnica, saúde animal, produtos veterinários, além das associações de raças zebuínas.